Festival Porto-Alegrense de Bandas Instrumentais (FEBI) tem por objetivo promover, reunir e integrar projetos musicais instrumentais e independentes. O FEBI surge em 2012 como uma iniciativa para fomentar o diálogo na cena instrumental independente, apostando na diversidade de estilos musicais, do Fusion ao Post-Rock. Na segunda edição, em 2016, o festival cresceu e recebeu músicos de Jazz, Surf music e Afrobeat no Casarão do Porto Alegre em Cena. Em 2018, o FEBI chega a sua terceira edição, com o intuito de oferecer uma amostra das iniciativas musicais de todo o estado do Rio Grande do Sul.

Histórico do Festival

1ª edição

O primeiro Festival Porto-Alegrense de Bandas Instrumentais aconteceu em 2012, nos dias 8 e 9 de novembro, no Dhomba Art & Pub. O line-up do Festival contou com Marmota Jazz, Quarto Sensorial, Categoria de Base, O.M.S.A., Sopro Cósmico e URSO. As seis bandas subiram ao palco apresentando a diversidade musical de Porto Alegre, contemplando do Jazz Fusion ao Post-Rock. Com um público de aproximadamente 400 pagantes, o Festival disparou a organização de uma cena focada na música instrumental. Músicos das bandas participantes puderam iniciar novas parcerias e fortalecer projetos já existentes.

2ª edição

No ano de 2016, em sua segunda edição, o Festival Porto-Alegrense de Bandas Instrumentais cresceu e contou com 10 bandas (oito da capital, uma de Esteio e uma de Rio Grande). Foram dois dias de muita música, com um público de aproximadamente 1.200 pessoas que curtiram os shows gratuitamente. O local escolhido para essa edição foi o casarão Solar Paraíso, sede do Porto Alegre em Cena. O final de semana de shows contribuiu para a cidade dando visibilidade ao patrimônio histórico de Porto Alegre. A produção do Festival articulou uma feira gastronômica com produtores locais, fortalecendo o comércio e a economia da cidade.