GIL

Com mais de 30 anos de carreira como músico e professor, Gilberto Oliveira (guitarra, violão, baixo e cavaquinho) se reúne com Dionísio Souza (baixo) e Lucas Fê (bateria) no projeto Gil Jazz Trio. O grupo apresenta desde 2015 composições autorais de Gilberto reinventadas pela colaboração com duas revelações da música instrumental gaúcha. Trazem ao III Festival Porto Alegrense de Bandas Instrumentais as faixas do álbum Cordas Para Que Te Quero, indicado ao Prêmio Açorianos de Música em 2011.

QUARTO_SENSORIAL

Desde sua formação em 2007, o power trio de Porto Alegre Quarto Sensorial se mantém fiel à ideia de funcionar como um “laboratório sonoro”. Apesar das evidentes características de Rock Progressivo e Jazz Contemporâneo, Bruno Vargas (baixo), Carlos Ferreira (guitarra) e Martin Estevez (bateria) extrapolam as noções de gênero, elaborando composições multifacetadas. Redefinem as limitações do formato guitarra-baixo-bateria por meio de diferentes ritmos, texturas e fórmulas composicionais aplicadas intuitivamente em um método coletivo de criação.

MOIO

A banda MOIO surgiu de uma necessidade de seus quatro integrantes: a criação instrumental livre. O repertório autoral do quarteto transita entre Jazz, Soul, Choro e Música Popular Brasileira, temperada com muito Groove. A ideia é mostrar como a música instrumental é capaz de ser expressiva e divertida ao mesmo tempo. Duda Cunha (bateria), Filipe Narcizo (contra-baixo), Gabriel Görski (guitarra) e Nê Kisiolar (sax, flauta e sintetizador) querem romper com a ideia de que a música instrumental é para poucos.

GABRIEL

O quinteto Gabriel Romano e Grupo é formado por Gabriel Romano (acordeon), Bruno Coelho (percussão), Neuro Júnior (violão de sete cordas), Pedro Dom (clarinete) e baixo (Wagner Lagemann). A banda busca através de repertório próprio e arranjos inovadores o equilíbrio entre elementos musicais de forte identificação regional e ingredientes de caráter cosmopolita. O resultado é uma alquimia instrumental que convida a audiência a viajar por diferentes idiomas musicais do mundo. Eles chegam ao FEBI vindos de Esteio, região metropolitana de Porto Alegre.

KIAI

O KIAI é um quarteto da cidade de Rio Grande formado em 2014, tendo como referências Hermeto Pascoal e Egberto Gismonti. Composto por Dionísio Souza (baixo), Isaías Soares “Zaza” (guitarra), Lucas Fê (bateria) e Marcelo Vaz (teclado), a parceria iniciou como um grupo de estudos e prática de temas musicais. Com a crescente sintonia entre eles e a necessidade de se expressar por meio de composições e arranjos próprios, atualmente buscam oportunizar música instrumental para diferentes públicos .

MAGABARAT_2

Duo de Caxias do Sul, o Magabarat é formado por Felipe Girotto (bateria e percussão) e Guilherme Santin (sintetizadores e programações), tendo como referências Azymuth, Hermeto Pascoal e Emerson Lake & Palmer. Mesclando estilos como Funk, Soul, Jazz, Chamamé, Salsa, Baião, Reggae, Milonga e Tango, os dois conseguem dar vida a um som progressivo quase psicodélico, repleto de samples eletrônicos. Auto-definidos como música do mundo, têm como objetivo superar a limitação das categorias sonoras através de composições experimentais.