BANDAS CONVIDADAS

Banda Gabriel Romano

Gabriel Romano e Grupo

O quinteto Gabriel Romano e Grupo é formado por Gabriel Romano (acordeon), Bruno Coelho (percussão), Neuro Júnior (violão de sete cordas), Pedro Dom (clarinete) e baixo (Wagner Lagemann). A banda busca através de repertório próprio e arranjos inovadores o equilíbrio entre elementos musicais de forte identificação regional e ingredientes de caráter cosmopolita. O resultado é uma alquimia instrumental que convida a audiência a viajar por diferentes idiomas musicais do mundo. Eles chegam ao FEBI vindos de Esteio, região metropolitana de Porto Alegre.

Banda Gil Jazz Trio_Juliano Ambrosini

Gil Jazz Trio

Com mais de 30 anos de carreira como músico e professor, o multi-instrumentista Gilberto Oliveira (guitarra, violão, baixo e cavaquinho) se reúne com Dionísio Souza (baixo) e Lucas Fê (bateria) no projeto Gil Jazz Trio. Formado em violão clássico na Escola de Belas Artes, onde também lecionou durante 25 anos, Gilberto Oliveira já tocou ao lado de Jamelão, Mestre Marçal, Neguinho da Beija-Flor, Geraldo Flach, Nico Assumpção, entre outros grandes nomes. Além de prêmios pela sua discografia, já representou a música brasileira no Uruguai, Argentina, Paraguai, Cuba e Canadá, com destaque para a sua participação no Festival de Jazz de Montreal. O grupo apresenta desde 2015 composições autorais de Gilberto reinventadas pela colaboração com duas revelações da música instrumental gaúcha. Trazem ao III Festival Porto Alegrense de Bandas Instrumentais as faixas do álbum Cordas Para Que Te Quero, indicado ao Prêmio Açorianos de Música em 2011.

Banda Kiai_Sofia Cortese

KIAI

O KIAI é um quarteto da cidade de Rio Grande formado em 2014, tendo como referências Hermeto Pascoal e Egberto Gismonti. Composto por Dionísio Souza (baixo), Isaías Soares “Zaza” (guitarra), Lucas Fê (bateria) e Marcelo Vaz (teclado), a parceria iniciou como um grupo de estudos e prática de temas musicais. Com a crescente sintonia entre eles e a necessidade de se expressar por meio de composições e arranjos próprios, atualmente buscam oportunizar música instrumental para diferentes públicos.

Banda Magabarat

Magabarat

Duo de Caxias do Sul, o Magabarat é formado por Felipe Girotto (bateria e percussão) e Guilherme Santin (sintetizadores e programações), tendo como referências Azymuth, Hermeto Pascoal e Emerson Lake & Palmer. Mesclando estilos como Funk, Soul, Jazz, Chamamé, Salsa, Baião, Reggae, Milonga e Tango, os dois conseguem dar vida a um som progressivo quase psicodélico, repleto de samples eletrônicos. Auto-definidos como música do mundo, têm como objetivo superar a limitação das categorias sonoras através de composições experimentais.

Banda MOIO_Danilo Christidis

MOIO

Formada por Filipe Narcizo (contra-baixo), Nê Kisiolar (sax, flauta e sintetizador) , Gabriel Gorski (guitarra) e Duda Cunha (bateria), a MOIO propõe a quebra de pré-conceitos infundados de que a música instrumental é para consumo de poucos, e tem o objetivo de levar o público a transitar por diversos sentimentos, fazendo reverberar no corpo dos ouvintes as sensações que são provocadas pelos ritmos e linhas de execução precisa e refinada. O repertório autoral do quarteto transita entre Jazz, Soul, Choro e Música Popular Brasileira, temperada com muito Groove. A ideia é mostrar como a música instrumental é capaz de ser expressiva e divertida ao mesmo tempo.

Banda Quarto Sensorial_Gabriel Not

Quarto Sensorial

Desde sua formação em 2007, o power trio de Porto Alegre Quarto Sensorial se mantém fiel à ideia de funcionar como um “laboratório sonoro”. Apesar das evidentes características de Rock Progressivo e Jazz Contemporâneo, Bruno Vargas (baixo), Carlos Ferreira (guitarra) e Martin Estevez (bateria) extrapolam as noções de gênero, elaborando composições multifacetadas. Redefinem as limitações do formato guitarra-baixo-bateria por meio de diferentes ritmos, texturas e fórmulas composicionais aplicadas intuitivamente em um método coletivo de criação.

BANDAS SELECIONADAS

Banda 5e18 Alexandra Braun

05:18

Foco no groove, riffs viciantes, sintonia, cozinha musical autêntica e diversão sem microfone compõem o instrumental totalmente autoral da banda 5:18. O power trio se formou em meados de 2015, a partir de jams semanais. Lançou seu primeiro álbum em março de 2017.

Banda Adriana de Los Santos_Lucas Iaronka Guedes

Adriana de Los Santos

Natural da cidade de Guaíba, Adriana iniciou sua carreira em 1992 como instrumentista de gaita ponto em rodeios e festivais amadores. Do ano de 2005 a 2012, participou das bandas As Gurias, Só Gurias e As Bahgualadas. Após ter percorrido todo o Brasil e Argentina, criou junto com Ariane Motta a Banda Gurias Gaúchas. Em janeiro de 2014 Adriana iniciou sua trajetória internacional onde fez parte da Fiesta Nacional del Chamamé em Corrientes (Argentina) e foi convidada para participar do Festival Akkordeonale, que acontece todo ano na Europa e somente alguns músicos do mundo são convidados por edição. De abril a maio desse ano realizou 32 concertos na Europa. Em dezembro de 2014 recebeu o prêmio Vitor Mateus Teixeira (Teixeirinha) como melhor instrumentista do ano. Desde 2014, Adriana ministra aulas de gaita ponto no Instituto Renato Borghetti de Música na unidade de Butiá – RS.

Banda Sexteto Gaúcho_Jeronimo Gonzales

Sexteto Gaúcho

Grupo formado em 2012 por músicos que se conheceram nas rodas de choro da capital do Rio Grande do sul o Sexteto Gaúcho apresenta sonoridade tradicional dos conjuntos brasileiros de choro incluindo composições contemporâneas de seus próprios integrantes. No show Isto é Nosso, o Sexteto Gaúcho apresenta um repertório de músicas autorais, composições de Elias Barboza, Mathias Pinto e Samuca do Acordeon. O grupo de músicos também é responsável pela Oficina de Choro do Santander Cultural. O sexteto é formado por Samuca do Acordeon, Mathias Pinto (violão 7 cordas), Elias
Barboza (bandolim), Guilherme Sanches (pandeiro), Lucian Krolow (flauta) e
Alexandre Susin (cavaquinho).

Banda Tamiris Duarte TRIO

Tamiris Duarte TRIO

Trio de música instrumental brasileira, fruto do encontro das musicalidades de Tamiris Duarte, Vagner Frey e Josué de Oliveira no curso de Música da UFRGS. Tamiris e Vagner são graduados pela primeira turma do Bacharelado em Música com Habilitação em Música Popular e Josué de Oliveira é aluno do mesmo curso, sendo também Licenciado em Música pelo IPA. O show Que baque é esse? apresenta arranjos inéditos feitos pela contrabaixista que contemplam melodias tradicionais de manifestações culturais afro-brasileiras como coco, jongo, boi, maracatu e também composições de amigos, além de aprendizados que são fruto da convivência e da prática musical ao lado de mestres de cultura popular.